.comment-link {margin-left:.6em;}

Tuesday, July 28, 2009

 

E daí o Vicente nasceu!





Foi muito lindo. Valeu a pena, ainda mais pra mim que fui coadjuvante sem dores. Mas não dá pra pensar que é fácil. Quando o beb~e apontou por primeira vez desse lado de fora foi embaixo dágua. Uma visão linda e aterrorizante. Mesmo sabendo que a vida deles no útero é sobretudo em meio líquido, nossa sensibilidade terrena fica horrorizada ao ver uma cabecinha submersa por vários minutos. E eu ali, torcendo pela próxima contração. Que veio depois de uma pequena eternidade. E foi tudo de bom, uma coisa inesquecível. Graças a esse parto tivemos a chance de ficar com o bebê -ali junto na banheira- toda sua primeira hora nesse planeta doido. Eu e a Lu em êxtase puro, nem bola pro verdadeiro caldo sanguinolento em que aquela hidromassagem tinha se transformado. Batizei aquilo de líquido da vida. A placenta pra minha surpresa (sempre pensei que fosse algo gelecoso) é uma linda peça de carne, daria pra servir num churrasco aqui em São Paulo dizendo tratar-se de um novo corte Argentino. Mas isso é bobagem, o que conta é que vivemos um momento mágico das nossas vidas. Com o apoio maravilhoso da Dra Betina e do Dr Cacá.

Comments:
Alemão, que bela descrição do parto do Vicente tu fizeste. As comparações então...perfeitas.
Beijos e abraços a todos voces.
Teu novo leitor.
Paim
 
Post a Comment

Links to this post:

Create a Link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?